Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia voltada para a remodelagem da região abdominal, remoção da flacidez na região, que visa a retirada de gordura localizada e pele excedente ou correção da diástase (afastamento dos músculos do abdômen) que, geralmente, advém de uma perda importante de peso corporal ou gravidez. Esta cirurgia é indicada para pacientes que passaram por uma gravidez recente ou uma cirurgia bariátrica.

Sobre o procedimento

Diferente da lipoaspiração, esta técnica remove a gordura excessiva apenas da região do abdômen, e reforma a parede muscular interna para reestruturar a estética da região. Essa técnica é aplicada a pacientes que não estejam consideravelmente acima do peso, mas que possuem gordura localizada  na região abdominal, ou que sofram com diástase (afastamento/ relaxamento dos músculos abdominais, devido a gravidez ou obesidade). 

Essa técnica também contribui para o reposicionamento dos músculos e traz firmeza à região, neste procedimento também podem ser removidas estrias já que o excesso de pele retirado costuma ser realizado na parte inferior (região que possui maior incidência de estrias) onde ocorre o estiramento da pele. 
 
TEMPO DE INTERVENÇÃO

3 a 4 horas

ANESTESIA

Geral ou Peridural com Sedação

HOSPITALIZAÇÃO

24 horas

RECUPERAÇÃO

4 a 5 semanas

EFEITOS

Imediatos

RESULTADOS

Duradouros

Ainda tem dúvidas?

Envie suas perguntas para o Dr. Gilberto Cardoso

Nome E-mail Telefone Observações

Custos Incluídos no tratamento 

  • Cirurgia 
  • Anestesia
  • Revisões


 Resultados Esperados e Riscos

Os resultados são imediatos e duradouros, caso as orientações médicas sejam seguidas à risca, considerando as mudanças de hábitos alimentares e a introdução de exercícios físicos à rotina. Lembrando que nestes casos a cirurgia plástica não significa solução para a obesidade. Dentre os riscos do procedimento cabe citar, infecções, formação de coágulos na região dos membros inferiores e consequente trombose, surgimento de hematomas e seromas e problemas de cicatrização. 


A intervenção

Este procedimento tem duração média de 3 a 5 horas, onde é realizada uma incisão na parte inferior do abdômen, em seguida separam-se as camadas de tecido epitelial e adiposo da parede do músculo. Esse tecido superficial é descolado da camada de transição para o tórax e assim, aproximam-se  os músculos que reforçam a parede do abdômen. As terminações nervosas e vasos sanguíneos da região são cauterizados com ajuda de um bisturi elétrico. Finalmente, o cirurgião remove os excesso de tecido adiposo e pele e fecha a incisão, e reposiciona o umbigo do paciente, para garantir simetria ao corpo. 


Cuidados 

De forma geral, os cuidados pós-operatórios desse procedimento levarão cerca de 2 meses e incluirão:
  • Uso da cinta modeladora e meias de compressão (devem ser retiradas apenas para tomar banho, pois previnem dores na região operada, evitam o acúmulo de líquidos devido a ausência de gordura e ajudam na cicatrização das incisões.)
  • Andar na posição curvada, para evitar a abertura dos pontos, nos primeiros 14 dias
  • Utilizar a meia de compressão
  • Dormir de barriga pra cima e com as pernas flexionadas durante 2 semanas, para evitar tensões musculares e o rompimento das incisões. 
  • Se atentar aos cuidados com os curativos, que deverão estar sempre limpos e secos, devem ser realizadas trocas semanalmente por uma equipe médica, com cautela. 
  • Realizar drenagens linfáticas de acordo com a orientação do cirurgião.
  • Evitar esforço físico excessivo, como pegar peso, porém é importante movimentar as pernas para prevenir a formação de coágulos. 
  • Entre 10 e 15 dias após o procedimento e dependendo das atividades realizadas, o paciente poderá retornar ao trabalho. Os exercícios físicos serão liberados após 2 meses do procedimento.
TEM ALGUMA DÚVIDA?

Perguntas frequentes

Abdominoplastia deixa cicatriz aparente?

 

Sim. A cicatriz resultante de uma abdominoplastia é visível, porém discreta e planejada para ficar escondida sobre roupas íntimas ou peças de banho (biquínis e maiôs).  Esta cicatriz, está localizada acima da implantação dos pelos pubianos (geralmente na mesma linha da cicatriz da cesárea) e prolonga-se horizontalmente em extensão, podendo ser maior ou menor que a cicatriz de cesária, dependendo da extensão da flacidez abdominal a ser corrigida. Mas não se preocupe, com o tempo a cicatrização confere um aspecto mais discreto e menos visível à cicatriz, e após um ano é possível visualizar o resultado final. 


 

Em quanto tempo é possível observar o resultado final da abdominoplastia?
Em cerca de 2 meses. O resultado de qualquer cirurgia plástica é gradual e melhora conforme a recuperação do pós-operatório.  Nos primeiros meses, o abdômen apresenta uma diminuição relativa da sensibilidade, além de estar sujeito a períodos de “inchaço” ou seromas que regridem gradualmente e espontaneamente. Conforme as indicações médicas, podem ser utilizados drenos, para diminuir o acúmulo de líquidos e o inchaço consequente. Com o passar do tempo, após iniciados os exercícios físicos e as sessões de drenagem linfática, o resultado definitivo será alcançado.  De maneira geral após 8 semanas em média mais de 60% do inchaço já terá regredido e ao final de 6 meses o resultado estará muito próximo do definitivo.  A cicatriz abdominal após este período ainda vai melhorar visualmente. 
Pode-se engravidar depois da abdominoplastia? O resultado será prejudicado?
Cabe ao paciente decidir se terá mais filhos ou não. Geralmente, a abdominoplastia é indicada para mulheres que já engravidaram e sofreram com diástase (afastamento/relaxamento dos músculos do abdômen), já que esta é uma possível consequência da gravidez. Em todo caso, o resultado da abdominoplastia pode ser mantido mesmo após a gravidez, desde que haja cuidado em relação a uma alimentação balanceada e práticas de atividades físicas controladas. Porém é importante estar ciente da possibilidade de flacidez e excesso de pele na região abdominal. Sugere-se que a paciente tenha filhos antes de optar pela intervenção cirúrgica da abdominoplastia. 
A abdominoplastia também serve para retirada de excesso de gordura sobre a região do estômago?
Não exatamente. O foco desta intervenção cirúrgica é a correção da região abdominal localizada mais abaixo da região do estômago. A retirada da gordura deste local exige um procedimento mais complexo que a abdominoplastia simples, responsável pela remoção de pele e flacidez abdominal e reposicionamento dos músculos. Para que a gordura de toda a região da barriga seja retirada é necessário adicionar ao procedimento uma lipoaspiração localizada.
VER TODAS AS DÚVIDAS